É só enxergar – Adriana Santiago

O que meus olhos
Insistem em ver
Que os seus
Não conseguem enxergar?
Gosto de ver
Não apenas olhar
Mas enxergar
De fato, o fato
Reparar
Ponderar
Ir além do óbvio
Atravessar os portões
Que me cercam
E me impedem
De andar em outros jardins
Gosto de ver
O mundo que há
Em cada mundo
Além do meu
Que afinal é apenas um
Entre tantos outros
Como você pode não ver?
Como você pode fechar os olhos e os portões
Sem sequer sabê-los fechados?
Abra os olhos
Abra os portões de sua vida
Que não começa nem termina
Atrás dessas grades onde você se esconde
Há muito por aí
Por aqui
É só tentar
É só enxergar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *