Feliz Ano Novo – Adriana Santiago

Era uma vez
Um ano que ficou velho
Tão velho que precisou dar adeus
E partiu para a terra do nunca mais
E de mansinho vem chegando
Outro ano novinho em folha
Sem a roupa usada das horas
Novinho
Como caderno em branco
Em que vamos desenhando novas histórias
E por mais que a novidade nos cause um certo temor
A danada da esperança insiste em gritar dentro de nós
E não há hoje, nada que nos faça deixar de acreditar
Em dias melhores
Mesmo que, apesar de…
O ano é novo
E só o que temos a fazer
É sermos novos também
Deixar que o ano velho
Carregue consigo o que não deu certo
O que nos magoou
E nos fez infelizes
As angústias dessa coisa difícil que é a vida
E que recomeçar
Não seja apenas na folha do calendário
Mas na vontade de seguir
Insistir
Persistir
E fazer tudo de novo, só que melhor
E entrar em janeiro
Como quem acabou de se metamorfosear
Pra viver o sonho
Que é estar vivo mais uma vez
De novo
E sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *